16 julho 2015

Dia Mundial do Rock

Olá, galera!

Bom, como muitos sabem, dia 13 de Julho foi comemorado o Dia Mundial do Rock - pra mim, todo dia é dia do Rock, mas existe uma data comemorativa, pelo menos aqui no Brasil. E, pegando carona numa data como essa, nada melhor do que aproveitar para relembrar os principais acontecimentos e bandas que marcaram esse estilo musical que não morre nunca!


Em primeiro lugar, é bom dizer que apesar de ser chamado "dia mundial do Rock", a data é assim celebrada apenas no Brasil. Em 13 de julho de 1985 foi organizado um mega evento de Rock e Pop chamado de "Live Aid", com o objetivo de arrecadar fundos para pessoas que estavam passando fome na Etiópia, um dos países mais populosos do continente Africano. O evento foi realizado em grandes cidades como  Londres, Filadélfia, Sydney, Moscou e também no Japão, e foi transmitido para mais de 100 países - estima-se que 1,5 bilhões de pessoas no mundo todo assistiram às apresentações que foram ao ar ao vivo pelas redes de televisões. Grandes nomes do Rock e do Pop se apresentaram, nenhum concerto antes havia reunido tantos artistas famosos do passado e do presente.
O nome "Dia mundial do Rock" se deu a partir de um dos participantes do evento, Phill Collins (da banda Genesis, hoje em carreira solo). Phill dizia insistentemente para que aquele dia fosse considerado o "dia mundial do Rock" por causa do megaevento e também o motivo pelo qual o evento foi feito. No entanto, seu pedido não foi aceito pelo resto do mundo, com exceção do Brasil. A data passou a ser comemorada anualmente aqui em nosso país anos depois do "Live Aid", em 1990, quando duas rádios paulistanas especializadas em Rock passaram a mencionar a data em sua programação.  A celebração foi amplamente aceita pelos ouvintes e, em poucos anos, passou a ser popular em todo o país. Outros países e localidades não têm uma data específica para celebrar o dia do Rock, ou têm outras datas.

A banda Queen, em sua icônica apresentação no Live Aid 85

Chuck Berry é apontado por muitos como o inventor do Rock N' Roll. É autor, dentre outras grandes canções, da que possui a mais famosa introdução de guitarra da história: "Johnny B. Goode". É aclamado e até hoje tem seus sucessos regravados pelos mais diversos artistas. Mas o responsável por popularizar o Rock - que era encarado, até então, como uma música essencialmente negra e underground - foi Elvis Presley, o qual fez tanto sucesso que seria denominado o Rei do Rock.


Na década de 60, surgiram duas das mais importantes bandas de Rock: The Beatles e The Rolling Stones. Ambas foram formadas na Inglaterra e foram os nomes mais importantes da chamada Invasão Britânica ocorrida nesta época às paradas musicais norte-americanas. Algo que é bem legal destacar é que as bandas possuíam imagens opostas frente ao público, sendo os Beatles como "os meninos bonzinhos" e os Stones como "os meninos rebeldes".


A banda The Who, também britânica e formada em 1964, é a responsável por inaugurar um feito amplamente repetido por diversas bandas e artistas depois deles: a destruição dos instrumentos após o show. Eles destruíam não apenas guitarras e amplificadores, mas também colocavam a bateria pelos ares! Suas canções, principalmente nos primeiros álbuns, eram curtas e agressivas, e tratavam de rebelião juvenil e confusão sentimental, sendo influências primordiais no surgimento do Punk Rock e de bandas como os Sex Pistols e Ramones.

Pete Townshend, guitarrista do The Who, quebrando tudo em show!

Neste mesmo período, o movimento Hippie estava explodindo nos Estados Unidos. Janis Joplin, considerada a "Rainha do Rock N' Roll", "a maior cantora de Rock dos anos 60" e "a maior cantora de Blues e Soul de sua geração" alcançou destaque na cena musical no final dos anos 60, graças a sua voz - sua característica mais marcante. Outro artista muito importante deste período é Jimi Hendrix, considerado por críticos e músicos como o melhor guitarrista da história do Rock e o mais importante e influente músico de sua era, em diversos gêneros musicais.

Um evento marcante desta época é o Festival de Woodstock. Com o lema de "Três dias de Paz, Amor e Rock N' Roll" e a presença dos 32 mais conhecidos artistas da época, o festival aconteceu entre os dias 15 e 17 de agosto de 1969 - um fim de semana chuvoso e com um público de meio milhão de pessoas.

Jimi Hendrix, durante seu show no Woodstock

Duas bandas muito importantes deste período recusaram o convite para tocar no Woodtock. Led Zeppelinbanda britânica com som pesado e raízes no Blues e na música psicodélica, se destacando pelos riffs criados pelo guitarrista Jimmy Page, considerado um dos melhores guitarristas de todos os tempos - recusaram por achar que seriam "apenas mais uma banda" no line-up do festival. Já o The Doors - banda norte-americana de Rock psicodélico, cujo vocalista Jim Morrison é o responsável pela difusão do lema "Sexo, drogas e Rock N' Roll" - recusaram o convite por acharem se tratar de mais uma "imitação de segunda categoria do Monterey Pop Festival" (este um outro festival importante desta época), mais tarde se arrependendo da decisão.

Na Inglaterra, em1968 era formada o Black Sabbath, uma das bandas pioneiras de Heavy Metal, tendo influência crucial no desenvolvimento e definição do estilo. Seu primeiro vocalista, Ozzy Osbourne, é até hoje um ícone do Rock mundial, tendo grande sucesso também em sua carreira solo.

Jim Morrison, vocalista do The Dorrs, durante show da banda. A polícia interrompeu a apresentação e deteu o vocalista sob a acusação de "apresentação obscena e pertubação da paz"

Nesta mesma época, no Brasil ocorria o Movimento Jovem Guarda, a qual tornou-se o primeiro movimento musical no país que pôs a música brasileira em sintonia com o fenômeno internacional do Rock da época, dando origem a toda uma nova linguagem musical e comportamental com influência e essência do Rock N´ Roll. O movimento surgiu a partir de um programa da TV Record, em São Paulo. Em 1966, Os Mutantes - banda brasileira de Rock psicodélico, misturando o Rock com elementos musicais e temáticos brasileiros - se apresentam em outro programa da TV Record e impressionaram a todos com sua música. Ainda hoje, Os Mutantes são considerados mundialmente como um dos grupos mais criativos, dinâmicos, radicais e talentosos da era psicodélica.

Outro nome importante do Rock nacional e que até hoje é cultuado no meio musical é Raul Seixas. Frequentemente considerado um dos pioneiros do Rock Brasileiro, por vezes chamado de "Pai do Rock Brasileiro", o Maluco Beleza  possui um estilo musical que é tradicionalmente classificado como Rock e baião, e de fato conseguiu unir ambos os gêneros. Raul adquiriu um estilo musical que o creditou de "contestador e místico", e isso se deve aos ideais que vindicou, como a Sociedade Alternativa.



Raul Seixas, o Maluco Beleza

Já na década de 80, o Rock nacional teve seu último grande estouro com o aparecimento de dezenas de bandas libertárias. Era o fim da ditadura militar e o início da campanha "Diretas Já". Bandas com perfil contestador agitavam o país, no chamado. Dentro desse contexto nasceram artistas que entrariam para a história do Rock nacional como Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Titãs, Ira, Capital Inicial, Barão Vermelho (com Cazuza), Blitz, RPM, Plebe Rude, Camisa de Vênus (com Marcelo Nova) e Lobão. Em 1985 ocorreu a primeira edição do festival Rock In Rio, o qual contou com a maioria destas bandas, além de alguns dos maiores artistas internacionais daquela época, o que ajudou a agitar ainda mais o Movimento Rock Brasil.


Em seus mais de 60 anos de vida, o Rock passou por várias vertentes, e cada uma delas trazendo uma revolução musical. E a última revolução do Rock ocorreu nos anos 90, por uma banda que fazia um som nervoso e potente, formada por três rapazes de uma pequena cidade interiorana de Seattle. O Nirvana, considerada a última maior banda de Rock de todos os tempos, não só mudou o cenário musical, como introduziu um novo estilo - o Grunge - e fomentou o nascimento de várias outras bandas. Tocando guitarras pesadas em 3 acordes, mas não sendo necessariamente um som punk, destroçando o padrão de refrão estabelecido, e quase que gritando ou praguejando, do que necessariamente cantando, em 1991 o álbum Nevermind chega para revolucionar o mercado.

Mesmo sem querer, Kurt Cobain se tornou um ídolo, líder de uma revolução. O Nirvana mudou o cenário, mostrando que para fazer Rock não era necessário fazer parte do mainstrem, não precisava ter shows apoteóticos cheios de pirotecnias, e nem videoclipes bem produzidos pela MTV. Não precisava gastar dinheiro com roupas e assessórios caríssimos e nem derramar litros e mais litros de shampoo para manter a vasta cabeleira metaleira. E assim, com o mais puro lema "Do It Yourself" - O DIY, tanto mencionado pelas blogueiras, hahaha ajudou a criar e sair da garagem várias boas bandas feitas por moleques que até então se sentiam oprimidos pela ditadura das grandes bandas imposta pelo padrão MTV, agitando a cena underground do mundo todo.



Nirvana, na sessão de fotos para o Nevermind

Bom, esse foi apenas um resumo das bandas e artistas mais importantes e influentes na história do Rock. Há uma infinidade outros não citados aqui, tão importantes quanto estes, e ainda muito mais fatos e histórias interessantes. 


O Rock tem idade avançada, mas ainda com alma de adolescente rebelde, com energia pra dar e vender! 



O Rock tem idade avançada, mas ainda com alma de adolescente rebelde, com energia pra dar e vender! Sempre haverá uma banda disposta a levar a potência do Rock à frente, muitas vezes inovando o som já existente. E é por isso que o Rock nunca vai morrer!

E você, curte Rock? Quais bandas você curte? Sobre quais gostaria de conhecer um pouco mais?

É isso, um abraço a todos e até o próximo post!  



2 comentários:

  1. Meo Deos... Eu simplesmente morri com este post. Só ouço rock. No meu carro o som é ligado direto na Rádio Cidade e qdo ela acabou eu só ouvia as músicas da pen drive... Nessa época, me senti órfã de rádio. Qdo ela voltou foi uma das maiores felicidades da minha vida! Curto demais todas as bandas e músicos mencionados no texto. Desde pequena que ouço rock, influência total do meu pai! Amei o texto. Parabéns!
    www.cariocabonita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu também só ouço Rock. Lica sabe bem disso, hahaha... E realmente a volta da Rádio Cidade foi a melhor coisa que aconteceu em questões de música nos últimos anos. Também curti muito!
      Quanto ao post, obrigado. :)
      Esses são algumas das bandas/artistas que curto, e como eles fazem parte da história do Rock, foi um bom pretexto para citá-los aqui, hahaha

      Excluir